No dia mundial da juventude residências do Grupo Orpea recordam os benefícios do riso

Rir melhora a saúde, e a terapia do riso é umas das técnicas que pode ajudar a superar dificuldades e a melhorar a saúde física e psicológica das pessoas. Numa altura em que o Grupo ORPEA inicia um retorno prudente à normalidade e às rotinas diárias dos residentes, retomando algumas dinâmicas de grupo, a técnica do riso é uma das terapias desenvolvidas em todas as residências do Grupo para promover o bem-estar e manter a juventude dos residentes.

Depois de um longo período de confinamento e incerteza é fundamental manter o pensamento positivo e otimismo perante a vida e o dia-a-dia. Seguindo todas as medidas estabelecidas pelo Governo e regras definidas pela Direcção-Geral da Saúde, as sessões de terapia do riso foram retomadas. Trata-se de uma técnica que, através de diferentes dinâmicas desenvolvidas para gerar emoções positivas, provoca o sorriso, o riso e a gargalhada.

Para além de melhorar a saúde física e psicológica das pessoas, também favorece a socialização e os relacionamentos interpessoais. Além disso, ter um bom sentido de humor ajuda a superar todos os obstáculos e dificuldades que a vida apresenta.

À medida que os anos passam, vamos perdendo a tendência natural para rir. A boa notícia é que é possível aprender a rir novamente. É apenas necessário praticar, ler piadas, memes, histórias de banda desenhada e assistir a monólogos, pois eles também contribuem para aperfeiçoar essa capacidade.

Os terapeutas das Residências ORPEA já verificaram e comprovaram os benefícios do riso nas sessões de terapia de riso que foram muito bem recebidas pelos residentes.

 

Dinâmica de grupo

A terapia do riso é recomendada para pessoas de qualquer idade, basta adaptar as sessões ao perfil dos seus participantes. Como o riso é contagioso, as sessões são realizadas em grupo, os residentes sentam-se em redor do técnico que realiza a sessão, que propõe uma série de dinâmicas adaptadas ao seu nível cognitivo e emocional.

No início, a dinâmica é suave, com o objetivo de descontrair o grupo e libertar alguma vergonha e a tensão dos participantes. Aos poucos, as sessões são animadas com jogos mais interativos: danças, expressão corporal, dinâmica de balões, etc. Inicialmente, o sorriso, o riso e a gargalhada são provocados e surgem timidamente de maneira artificial, mas logo fluem espontânea e naturalmente.

 

Principais benefícios do riso

 

  • Quando rimos, libertamos endorfinas, uma hormona que ativa as áreas de prazer do cérebro e bloqueia a dor;
  • Também contribui para a secreção de duas outras hormonas importantes: dopamina, que melhora o estado de alerta mental, e serotonina, que tem efeito analgésico e regula o sono;
  • Melhora os níveis de oxigénio no sangue, o que significa que o corpo e a mente são mais ágeis. Assim, melhora a psicomotricidade e aprimora as capacidades intelectuais;
  • O riso e a gargalhada conseguem relaxar o corpo e, como consequência, o sistema imunológico funciona melhor. É, portanto, um antídoto perfeito que protege a nossa saúde. Quando rimos, estimulamos as áreas cognitiva, sociais e sensoriais”;
  • Combate o stress e a ansiedade. Portanto, alivia os sintomas depressivos e melhora a saúde cardiovascular. As pessoas que riem mais e encaram a vida com sentido de humor têm níveis mais baixos de cortisol no sangue, que é a hormona libertada para responder ao stress;
  • Aumenta as habilidades sociais e facilita a comunicação. Aumenta as emoções positivas e melhora a capacidade de relacionamento com outras pessoas;
  • Melhora o humor e ajuda a pensar positivo. Rir ajuda a gerir emoções e fornece ferramentas para lidar com situações difíceis.

 

Depois de participar numa sessão de terapia do riso, as pessoas afirmam sentir-se mais satisfeitas com as suas vidas, motivadas e dispostas a serem felizes. Portanto, esta técnica é uma excelente alternativa para melhorar a qualidade de vida dos mais velhos.