Grupo Orpea organiza dois dias de portas abertas em todas as suas residências em Portugal

Coincidindo com o Dia Mundial da Doença de Alzheimer, que se celebra a 21 de setembro, o Grupo ORPEA organiza em simultâneo dois grandes dias de portas abertas, em todas as suas residências em Portugal.

Os já 8 centros do grupo ORPEA atualmente a funcionar em Portugal, pretendem dar serenidade à vida dos familiares e manter as capacidades físicas e cognitivas dos residentes, adaptando-se aos indivíduos autónomos e aos que estão em situação de dependência. Nos dias 21 e 22 de setembro será possível conhecer todas as residências do grupo e conhecer as suas instalações que estão adaptadas a todos as necessidades dos seus residentes

Um dos seus objetivos das residências e respetivo corpo clínico é prolongar o tempo de autonomia pessoal e retardar o surgimento de uma possível situação de dependência. Para isso, todos os centros do grupo oferecem todo o tipo de atividades, programas e terapias não farmacológicas que visam manter as capacidades físicas e cognitivas dos seus residentes, desde atividades e visitas socioculturais a terapias como ateliers de memória, culinária terapêutica, balneoterapia, horta terapêutica, programas intergeracionais, entre outras.

O grupo destaca-se e reflete a sua liderança no setor através da grande equipa de profissionais especializados em geriatria e saúde: enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, animadores, entre outros. Uma equipa que trabalha todos os dias com a missão de cuidar e apoiar aqueles que decidiram viver numa residência ORPEA para que possam desfrutar de maior bem-estar, qualidade de vida, cuidados e experiências.

Durante o dia aberto, que coincide com o Dia Mundial da Doença de Alzheimer, os especialistas da ORPEA vão explicar quais são os sintomas mais frequentes em cada uma das fases da doença de Alzheimer, como é que esse processo pode ser retardado e como é que o bem-estar e a autonomia da pessoa com Doença de Alzheimer podem ser preservados pelo maior tempo possível – através de modelos e terapias inovadoras e eficazes, como terapias com animais, salas reminiscentes, programas de redução da polimedicação, planos de melhoria da qualidade do sono, entre outros.

Outra questão importante, e que estará em destaque neste dia, são as relações intergeracionais: a ORPEA incentiva os idosos e as crianças a partilharem experiências. Atualmente, há evidências científicas que demonstram importantes benefícios na relação entre diferentes gerações.

Venha visitar a residência mais perto de si e conviva com os residentes, família e crianças, nesta iniciativa em que pode descobrir as suas instalações, espaços e compartilhar a sua ampla gama de serviços. Com estas jornadas, a ORPEA aborda as suas terapias, programas e técnicas de assistência no cuidado dos seniores. Diferentes profissionais especializados, farão palestras de capacitação para todos os participantes.