puzzles

Os puzzles podem ser um aliado na terceira idade
conheça os seus benefícios

DIA MUNDIAL DO PUZZLE – 29 DE JANEIRO

Os puzzles são muito mais do que um mero passatempo, do que um simples jogo, podem proporcionar inúmeros benefícios para os seniores incluindo estimulação mental, melhor coordenação, redução do stress e treino da memória. Os puzzles também incentivam a atividade social e a partilha de experiências. Familiares e amigos ao escolherem puzzles adaptados às capacidades dos seniores, também estão a oferecer-lhes uma atividade divertida e gratificante.

“As intervenções com jogos como os puzzles, entre outros, são atividades de estimulação cognitiva que possibilitam a preservação da função cognitiva na população sénior”, explica Joana Sampaio, Diretora Técnica da Residência ORPEA Viseu.

“Antigamente, os puzzles eram utilizados como forma de entretenimento, atualmente, eles podem ajudar a exercitar o cérebro, potencializando a aprendizagem ao longo do envelhecimento, estimulando os indivíduos, mantendo habilidades como a memória e garantindo a qualidade de vida e o bem-estar dos mesmos”, acrescenta.

Na Residência ORPEA Viseu são realizadas várias atividades de estimulação cognitiva diariamente, atividades com puzzles a cada 15 dias e sempre que os residentes queiram, pois têm acesso livre aos mesmos, conheça os benefícios dos mesmos:

Aperfeiçoar a coordenação e as capacidades motoras finas

Manipular as peças do puzzle ajuda a melhorar também a coordenação e as capacidades motoras finas dos seniores. Têm de agarrar e colocar as peças com precisão, o que exige muito dos seus músculos e articulações. Esta atividade pode ser particularmente benéfica para pessoas com problemas de destreza ou coordenação. Ao realizarem puzzles regularmente, os seniores podem reforçar a sua coordenação mão – olho e manter a sua agilidade física.

Estimulação cognitiva e mental

Os puzzles exigem concentração mental e atenção sustentada, o que ajuda a estimular as capacidades cognitivas dos seniores. Trabalhando num puzzle, têm de analisar, resolver problemas e usar a sua memória e lógica. Esta estimulação cognitiva pode ajudar a manter e a melhorar as faculdades mentais dos seniores, nomeadamente a sua capacidade de raciocínio, a sua memória de curto prazo e o seu pensamento lógico.

Diminuição da ansiedade

Os puzzles são uma atividade relaxante e calmante para muitas pessoas. Ao concentrarem-se na montagem das peças, podem descontrair-se e desligar-se das preocupações quotidianas. Esta imersão na atividade pode ajudar a reduzir o stress, a ansiedade e os sentimentos de solidão. Os puzzles também proporcionam uma sensação de realização à medida que as peças se vão juntando, o que pode aumentar a autoestima e o bem-estar emocional.

Treino da memória e da resolução de problemas

“Os puzzles desafiam a memória dos seniores, pedindo-lhes que se lembrem de formas, cores e padrões para encontrarem as correspondências corretas. Isto pode ser particularmente benéfico para pessoas com problemas de memória, como a doença de Alzheimer”, explica Joana Sampaio. Os puzzles são uma forma divertida de manter a memória afiada e reforçar as ligações cerebrais. A resolução de um puzzle também estimula as capacidades de resolução de problemas, encorajando os idosos a encontrar estratégias e abordagens para ultrapassar os desafios colocados pelo puzzle.