Grupo ORPEA empenhado em identificar e prevenir a violência contra os seniores

No dia 15 de junho, o Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa, o Grupo promove um Webinar e outras iniciativas junto de colaboradores como forma de sensibilização.

As Nações Unidas designaram o dia 15 de junho como o Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa, um flagelo que afeta tanto os direitos humanos quanto a saúde física e psicológica de uma parte fundamental da sociedade, os seniores. Ciente dessa problemática, o Grupo ORPEA promove uma série de boas práticas para garantir um cuidado digno num contexto ético.

Um Webinar sobre como identificar e prevenir a violência contra os seniores, direcionado para todos os profissionais do Grupo, é uma de várias medidas que constituem o plano de prevenção contra abusos nas residências ORPEA. Com metodologias próprias, são desenvolvidas ações de formação através de sessões participativas e práticas nas quais os colaboradores aprendem como prevenir situações de abuso, a saber identificá-las, abordá-las, resolvê-las e como desenvolver um plano adequado de ação.

 Saber identificar as diferentes formas de maus tratos (físico, psicológico, financeiro, através de negligência, sexual e social), as situações que podem vir a revelar-se fatores de risco e saber ainda identificar quando uma vitima tem receio de expor a situação é muito importante. Mais importante ainda é conseguir prevenir todas estas situações e não chegar a uma situação de abuso e saber estar em constante alerta.


Segundo o Grupo, o melhor procedimento é a prevenção, por isso esforçam-se para detetar as situações de maus tratos o mais cedo possível e assim proteger a vítima. Além disso, a ORPEA dá extrema importância à atenção individualizada, realizando uma análise de cada problema de forma personalizada, privilegiando a atenção psicológica e a escuta ativa como instrumentos de abordagem terapêutica. Só assim estas situações podem ser prevenidas e tratadas de forma adequada e assim ser possível continuar a prestar serviços de forma ética e de qualidade.